Quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2008
AMANTE ALMA SOLITÁRIA

 

 

 

 

 

 

Sentada em meu quarto
Ao som do meu piano
Minha memória custa a me deixar
As lindas palavras de amor que me disseste
Os sonhos de toda uma vida
Que jamais vivi
Seu sorriso surge de repente
E Como uma flecha certeira
Sem dó perfura meu coração
Ah!seus lindos olhos verdes...
Tão doces!
E causadores de minha morte..

Hoje sou uma alma solitária
Com a música apenas em minha companhia
Mas sua presença é tão real
Que posso lhe ver nessas notas
Nas árvores além desta janela
Onde escondidos
Viamos o amor dar-se forma
Éramos adão e eva!

Hoje eu sem seu amor
É como pianista sem piano
Pintura sem cor
Um livro sem páginas
Corpo sem alma
Poeta sem dor!

Agora o vejo aqui
Com uma rosa em minha lápide
Seu olhar triste fixado
Aqui jaz uma alma...
"Pobre!
Faleceste de amor...
"

 

Cleópatra


...:

publicado por Cleópatra às 01:33
link do post | Comentar | favorito
|


Profile
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Poesias recentes

LAÇOS ETERNOS

...

FANATISMO

AMOR NAZISTA

PUS O MEU SONHO NUM NAVIO

PELE TROPICANA

O MAPA

PARTITURA DIVINA

SER POETA

TERRA E MAR

Baú da Poesia

Setembro 2008

Julho 2008

Fevereiro 2008

tags

todas as tags


Links
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds