Sábado, 20 de Setembro de 2008
LAÇOS ETERNOS

 

Séculos atrás tu te atirastes

Ás areias quentes do Egito

Para proteger meus pequeninos pés...

Séculos atrás me encontro

Jogada aos leões famintos

Em meio ao coliseu

Tu gladiador,com tua coragem

Jogaste teu corpo em frente ao meu...

Séculos atrás nos esbarramos

Em uma caminhada

Á Revolução Francesa

Gritávamos bem alto ao mundo

Liberté, Egualité, Fraternité !

Séculos atrás não tinhas

O direito á liberdade

Imposto por minha família

Mas enquanto tu eras torturado

Minhas lágrimas corriam

Junto aos versos de Castro Alves...

Hoje tu defendes a liberdade

Do nosso Brasil no Exército

Eu própria escrevo

As poesias destinadas a ti...

Amanhã não sei onde estaremos

Se seremos grandes ou pequenos

Mas sei que serão sempre

Os momentos mais lindos que vivi!

 

 

Cleópatra

 

Retrato De Duas Crianças, George Henry  Harlow

 


...:

publicado por Cleópatra às 14:45
link do post | Comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 2 de Julho de 2008
...

 

 

 


"Temos a Arte para que a verdade não nos destrua."

 

Nietzsche

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  Libert Leading The People,Eugene Delac


...:

publicado por Cleópatra às 15:08
link do post | Comentar | favorito
|

Sábado, 9 de Fevereiro de 2008
FANATISMO

 

 


Minh’alma, de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver !
Não és sequer a razão do meu viver,
Pois que tu és já toda a minha vida !


Não vejo nada assim enlouquecida ...
Passo no mundo, meu Amor, a ler
No misterioso livro do teu ser
A mesma história tantas vezes lida !


"Tudo no mundo é frágil, tudo passa ..."
Quando me dizem isto, toda a graça
Duma boca divina fala em mim !


E, olhos postos em ti, digo de rastros :
"Ah ! Podem voar mundos, morrer astros,
Que tu és como Deus : Princípio e Fim ! ..."



Florbela Espanca                                                            

 

 

                                                                                                 

 


...:

publicado por Cleópatra às 01:16
link do post | Comentar | favorito
|

AMOR NAZISTA

 

 

Germânico tenha piedade de mim
Pobre judia...
Teus cabelos dourados
Teus olhos da cor do oceano
Dão luz a esta escura guerra!

Ah! nazista..
Nosso amor é proibido
Não há como renegar tua natureza
Mataste meu povo!

Amar-te é meu maior pecado
Já não temeria a hora de minha morte
Morreria em teus braços!
Como posso odiar esta alemanha
Sendo que em meu ventre
Já carrego o seu sangue!

Ainda tenho esperança meu soldado
Que findada a guerra
Deste campo de concentração me levares
Meus cabelos negros
E minha pele morena assumires...

A paz voltando ás ruas...
Que de tua mulher e filho
Faça a tua bandeira!
Servirei a ti
Fielmente com meu amor
Meu fuhrer!

 

Cleópatra


...:

publicado por Cleópatra às 01:10
link do post | Comentar | ver comentários (4) | favorito
|


Profile
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Poesias recentes

LAÇOS ETERNOS

...

FANATISMO

AMOR NAZISTA

PUS O MEU SONHO NUM NAVIO

PELE TROPICANA

O MAPA

PARTITURA DIVINA

SER POETA

TERRA E MAR

Baú da Poesia

Setembro 2008

Julho 2008

Fevereiro 2008

tags

todas as tags


Links
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds